Devocional #03 – Peniel, Lugar de mudanças.

DEVOCIONAL BLOG (5)

Genesis 32:24-30
“Jacó, porém, ficou só; e lutou com ele um homem, até que a alva subiu. E vendo este que não prevalecia contra ele, tocou a juntura de sua coxa, e se deslocou a juntura da coxa de Jacó, lutando com ele. E disse: Deixa-me ir, porque já a alva subiu. Porém ele disse: Não te deixarei ir, se não me abençoares. E disse-lhe: Qual é o teu nome? E ele disse: Jacó. Então disse: Não te chamarás mais Jacó, mas Israel; pois como príncipe lutaste com Deus e com os homens, e prevaleceste. E Jacó lhe perguntou, e disse: Dá-me, peço-te, a saber o teu nome. E disse: Por que perguntas pelo meu nome? E abençoou-o ali. E chamou Jacó o nome daquele lugar Peniel, porque dizia: Tenho visto a Deus face a face, e a minha alma foi salva. E saiu-lhe o sol, quando passou a Peniel; e manquejava da sua coxa.”

Sempre que estou em uma roda de amigos costumo fazer uma brincadeira, eu digo “Quem quer ver Deus”, geralmente todos respondem que querem, depois digo “Quem quer morrer agora”, neste momento as respostas são sorrisos amarelos, um não, ou silêncio (geralmente acompanhado de um desvio de olhar). Pode parecer estranho, mas se encontrar com Deus sempre trará alguma consequência em nossa vida. No texto que usei como base vemos a história de Jacó, que como ele mesmo disse viu Deus face a face. Para entender um pouco do significado desse encontro e das marcas que ele deixou temos que conhecer um pouco mais a vida deste homem antes de chegar a Peniel.

Jacó, filho de Isaque, neto de Abraão começou sua vida de uma maneira, vamos dizer, diferente. Genesis 25:26 narra o seu nascimento agarrando o calcanhar de seu irmão Esaú. Por isso ele recebeu seu nome. Em Hebraico Jacó se escreve עקב que tem dois significados (aquele que agarra o calcanhar e Enganador). Estava na cara que Isaque e Rebeca, seus pais, colocaram o nome em referência ao primeiro significado, mas o que permeou a vida de Jacó até Peniel foi a segunda forma de interpretar o seu nome. Primeiro Jacó comprou a primogenitura de Esaú com um ensopado, se aproveitando da fome do irmão (hoje podemos não entender, mas lembre-se que Esaú era um caçador, e vinha do campo – provavelmente sem ter nada nas mãos – depois de um dia inteiro de esforço e busca pela presa). Depois, junto com sua mãe, enganou seu pai e recebeu a benção. Por conta de tantos mal feitos o rapaz foi obrigado a sair de casa para não ser morto pelo irmão, encontrando abrigo na casa de seu tio Labão, que usou contra Jacó a mesma artimanha. O engano. Jacó se apaixonou por Raquel, trabalhou sete anos por ela, mas na hora do casamento, o Tio-sogro deu a irmã dela, Lia como esposa. Mesmo casado, não abriu mão do amor de sua vida, e por mais sete anos de trabalho casou-se, também com Raquel.

Depois de viver isso tudo, Jacó resolveu pegar sua família e deixar o arraial de Labão e depois de passar todos pelo vau do rio Jaboque, teve o seu verdadeiro Encontro com Deus. E se deparar com o Senhor mudou completamente a vida de Jacó. E se você e eu quisermos podemos compartilhar das mesmas mudanças.
A primeira transformação na vida de Jacó ao estar pela primeira vez face a face com Deus foi o seu jeito de encarar a vida. Se lermos a sua história veremos que ele sempre agiu sorrateiramente e fugia dos confrontos, mas em Peniel, Jacó teve que lutar para ser abençoado. Quantas vezes em nossas vidas vamos fugindo de assuntos, situações e problemas como o Patriarca? Uma das mudanças que Deus exige no momento em que nos encontramos com Ele é o de lutarmos pelo que queremos, no caso de Jacó foi uma luta por toda noite até o sol raiar. E nós? Temos lutado pela madrugada pela nossa benção? Será que apenas cultuar a Deus no domingo vai nos trazer nossa vitória? Com certeza não, quem se encontra com Deus sabe que ele quer lutadores ao seu lado, pessoas que partam para cima dos problemas sem medo de perder. Homens e mulheres que lutem pela causa de Deus e que ganhem vidas para o Senhor.

Durante a luta Jacó teve a sua segunda transformação, que foi insistir pelo que queria. Na minha cabeça não faz sentido Jacó lutar com Deus, mas ele não pensava assim e por isso insistia e insistia em ser abençoado. Existe uma parábola que eu gosto muito que é a de duas moscas que caíram em um copo de leite. A primeira, mais forte começou a se debater, mais ao ver que a borda estava distante foi perdendo o ânimo, desmaiou e afundou no leite. A segunda mosca nem era tão forte quanto a companheira, mas continuava se debatendo, sem se importar se a borda estava distante. De tanto insistir, o local onde a mosca se agitava virou um nódulo de manteiga e ela subiu nesta “ilha” segura e se salvou. Podemos ver que muitos começam as lutas, mas apenas os insistentes as vencem. Jacó insistiu, a segunda mosca insistiu, e nós temos insistido no que queremos? Quem nunca começou a ler a bíblia e de repente parou? Quem nunca falou que nunca mais repetiria tal pecado e depois de um tempo voltou a pecar? Pare para pensar, você vai até o fim do desafio, ou sempre deixa pela metade? Quem se encontra com Deus é incomodado a insistir. Jacó não deixou para lá. Mesmo ferido ele se manteve firme no seu propósito, “ser abençoado”.

A terceira mudança que Jacó sofreu a ver Deus face a face foi a troca de seu nome, de Enganador para Israel,יִשְׂרָאֵל, Aquele que Luta com Deus. Perceba que agora ele pode formar a nação a que Deus se referiu a Abraão. Imagine um povo chamado Enganadores chegando em qualquer lugar. Agora veja a força de uma nação que Luta com Deus. O povo de Deus poderia ser chamando de Abraonítas, ou Isaqueítas, mas depois desse encontro os escolhidos do Senhor levaram seu nome. Até hoje o mundo olha para um pedaço de terra como termômetro do mundo e chama esse local de Israel. Depois desse encontro, Israel deixou o medo de Esaú, do seu sogro e foi se tornar um grande povo. Mas repare que lutando e insistindo ele pedia a mesma coisa, me abençoa. O que pedimos ao Senhor abençoa ou amaldiçoa nossa vida? Jacó se tornou a própria benção ao virar Israel. Nós também podemos nos tornar bênçãos nas mãos de Deus. Podemos ser uma poderosa nação, desde que tenhamos um encontro com nosso Pai.

Esse encontro pode acontecer em casa, na igreja, no carro, em qualquer lugar, mas ele depende de você. Abra o seu coração e busque a Deus, ore, medite na Palavra, lute, insista e seja uma benção. Jacó virou Israel. O Enganador virou Uma Grande Nação. Nós também podemos ser armas nas mãos do Pai, só depende de nós.

Por André Damasceno

Book your tickets